Defumação, limpeza espiritual, a fumaça que limpa


Toda dona de casa sabe da necessidade de manter o lar sempre limpo e higienizado. O aspirador não é um luxo, é um utensílio indispensável para uma limpeza mais profunda. Ele aspira toda camada de pó com todos os ácaros e outros micróbios que fazem tanto mal a nossa saúde.

Pois bem, criar o hábito de defumar a casa é na verdade estar mantendo a higiene espiritual da mesma. Livrando o ambiente de energias densas tais como inveja, raiva, rancores, mágoas, ciúmes, tristeza que vai ao longo dos dias sendo absorvida pelo ambiente doméstico. Energia estas que são deixadas no ambiente pelos próprios moradores.

Os defumadores são um forte aliado para limpeza de qualquer tipo de ambiente afastando os maus espíritos, larvas, miasmas e atraem os bons espíritos – nossos guias de luz.

Eles existem como ritual, ou como prática magística, há muito tempo. Umbanda, rituais védicos, igreja católica, ocultismo, etc.

A fumaça que a queima de ervas ou os tabletes de defumação exala no ambiente nos descarrega porque tem o poder desagregar a energia densa interpenetrando os campos astral, mental e áureo das pessoas e do espaço físico em que ela está.

Porém apenas “queimar umas ervinhas”, não tem grande significação e resultado magístico. O mais importante é a capacidade de quem está defumando de direcionar essa energia. O processo é mental, aliado a um recurso na matéria. Toda magia é mental, porém pode-se usar recursos naturais e físicos. Eu gosto de utilizar as duas coisas, meu poder mental aliado a uma ferramenta física que pode ser o banho de ervas, uma vela acesa, a defumação e outros elementos.

Pelo menos uma vez por mês deveríamos defumar nosso lar ou o nosso ambiente de trabalho, para quem o seu próprio negócio. Mas pode ser feito toda vez que perceber o ambiente tenso, como naqueles períodos onde os moradores estão sem paciência, discutem por nada, se sentem enfraquecidos. Onde o desânimo prevalece na família.

Os fluídos negativos serão atraídos toda vez que nós baixarmos a nossa guarda, ou seja: quando deixamos vencer pelo pensamento negativo, pela mágoa, pela raiva, etc. Dessa forma entidades negativas sofredoras se unem a nós intensificando nosso sofrimento.

Muitas vezes sofremos a ação de espíritos zombeteiros sem falar dos nossos inimigos ocultos que aproveitam nossa fraqueza para se vingarem. Toda essa legião de espíritos na verdade precisam de nossa compreensão, pois infelizmente ainda não se permitem evoluir. Eles precisam de orações.

Para não atraí-los a máxima “orai e vigiai” é fundamental. Manter um coração puro, pensamento sereno, permanecer em harmonia – automaticamente afasta essas energias densas.

Várias são as receitas para uma boa defumação de limpeza. Serve para residência ou estabelecimento comercial. Evidentemente que serve, também, para você mesmo ou para alguém necessitado de tal providência. Esta receita é mais recomendada para quem nunca vez uso de defumadores e cujo ambiente esteja muito carregado:

Ingredientes: Casca de alho – 8 punhados Casca de limão seco – 6 punhados Cânfora- 6 tabletes( ou 4 punhados esfarinhados) Incenso – 10 punhados Casca de fumo de rolo – 6 punhados Folha seca de amendoeira – 10 punhados ( triturados) Enxofre- 2 punhados ( esfarinhados) Modo de Fazer: Junte e misture tudo. Essa porção serve para um ambiente de cinco compartimentos. À medida que o carvão do turíbulo vai ardendo e queimando, adicionam-se punhados dessas substâncias em cima do braseiro. Deixar um vasilhame com água em cada compartimento enquanto se processa a defumação. Outra providência sensata é ao gente da defumação usar chapéus ou um pano enrolado na cabeça para proteger os cabelos dos miasmas que caem, a roupa que estiver usando deverá ser considerada roupa suja após a defumação. A água das panelas que foram distribuídas pelos compartimentos deve ser “ despachada” em água corrente das pias ou pelo vaso sanitário. O rescaldo do defumador deve ser apagado com a´gua, embrulhado e jogado no lixo. Depois da “defumação de descarrego”, o defumante deve beber de um a dois litros de suco de frutas. Não utilizar refrigerantes engarrafados, açúcar nem adoçante.

Para quem já tem familiaridade com essa prática pode usar uma vez por semana defumadores de caixinha vendidos em qualquer casa de Umbanda: Comigo ninguém pode Abre caminho Chama da boa sorte

Limpeza Oxalá

Rezar o Pai Nosso sempre com um copo de água junto. Os defumadores limpam e a água joga-se fora.

A defumação deve ser feita sempre dos fundos da casa para frente. Terminando na porta de entrada. Deixe sempre uma fresta das janelas abertas e no final deixa as janelas abertas para que tudo saia.

Eu gosto de defumar cantando o ponto de limpeza da Umbanda. Quem não souber pode defumar os cômodos enquanto recita uma oração, por exemplo: Ave Maria ou o Pai Nosso.

Esse ponto é muito cantado nos centros de Umbanda:

“Defuma com as ervas da Jurema

Defuma com arruda e guiné

Benjoim, alecrim e alfazema

Vamos defumar filhos de fé”

Bis

Esse ponto eu aprendi ainda criança com meus pais que se utilizavam dele nas defumações:

“Defuma, defuma e vai defumando

Defuma essa casa e o mau vai levando

Ele é rezador ele é filho de Umbanda

Ele reza essa casa e o mau vai levando”

Bis

O mais importante antes de qualquer prática é ter fé e realmente ter consciência que nós sempre temos de fazer a nossa parte. O plano espiritual faz 30% o resto é a gente que faz. Comece a ver a vida com os olhos do amor e do perdão e com certeza muita Luz se fará à sua volta.

Ely da Costa Varella

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon